SportsNewsSite

De Bruyne e Batshuayi marcam e mantêm o País de Gales em último

De Bruyne e Batshuayi marcam e mantêm o País de Gales em último


O penúltimo jogo do País de Gales antes da Copa do Mundo terminou com uma derrota por 2 a 1 para a Bélgica na Liga das Nações, em Bruxelas.

Kevin De Bruyne e Michy Batshuayi recompensaram o domínio da Bélgica no primeiro tempo com gols bem marcados e o País de Gales parecia que poderia se esconder.


CAIXA POSTAL: Eddie Howe tem Newcastle exatamente onde eles deveriam estar agora…


Mas Kieffer Moore reduziu pela metade a diferença cinco minutos depois do intervalo e a equipe de Robert Page melhorou muito no segundo tempo, dando ânimo dois meses antes da Copa do Mundo no Catar.

O País de Gales jogará o último jogo da Liga das Nações em casa, contra a Polônia, no domingo, com suas esperanças de sobrevivência intactas.

A derrota em casa por 2 a 0 da Polônia para a Holanda significa que o País de Gales, que está em último lugar, pode ultrapassar o Cardiff com uma vitória e permanecer na primeira divisão do futebol europeu.

Wales estava chateado por lesões com Aaron Ramsey, Ben Davies, Harry Wilson e Joe Allen todos perdendo.

O capitão Gareth Bale estava entre os substitutos após sua chegada tardia ao acampamento vindo dos Estados Unidos na terça-feira.

Bale, que está melhorando lentamente sua forma física nos Estados Unidos antes da Copa do Mundo, jogou pelo Los Angeles FC nas primeiras horas da manhã de segunda-feira, horário do Reino Unido.

Esta foi a nona partida entre os dois países na última década, com o País de Gales se mantendo com duas vitórias, duas derrotas e quatro empates nesse período.

De Bruyne havia dito antes do jogo que estava tão cansado de jogar tanto pelo País de Gales, mas o meio-campista do Manchester City não demonstrou isso porque teve uma atuação magistral.

Brennan Johnson marcou um empate tardio quando as equipes se encontraram em Cardiff há três meses, e o ala do Nottingham Forest formou uma luta tripla ao lado de Moore e Daniel James.

A Bélgica teve sete titulares na equipe que perdeu para o País de Gales nas quartas de final da Euro 2016, incluindo De Bruyne, Thibaut Courtois e o capitão Eden Hazard.

O País de Gales começou com confiança, mas ficou para trás aos 10 minutos, quando o cruzamento de Batshuayi encontrou De Bruyne passando casualmente por Wayne Hennessey, que colocou a mão no chute.

Youri Tielemans e Hazard estavam a poucos centímetros de dobrar e De Bruyne, aproveitando o espaço generoso que lhe foi dado, atirou ao poste.

De Bruyne prepara rapidamente o segundo gol da Bélgica aos 37 minutos, chutando um zagueiro de forma soberba e cruzando para Batshuayi, que transforma o mais simples dos toques.

Houve uma breve pausa para o País de Gales quando Joe Rodon chegou perto e Courtois defendeu o próximo cabeceamento de Ethan Ampadu.

Mas o País de Gales só foi poupado quando a perna esticada de Hennessey empurrou outro remate de De Bruyne à volta do poste.

O País de Gales voltou ao jogo com um gol do nada.

Johnson girou e virou para a área da Bélgica com uma corrida enlouquecedora de 40 jardas, e Moore subiu ao poste mais distante para cabecear com seu cruzamento em grande estilo.

Wales enviou Bale pouco depois da hora e imediatamente entrou em ação, encontrando um cruzamento de James que foi desviado.

A Bélgica recebeu um pênalti por uma falta sobre De Bruyne. Mas os replays mostraram que Joe Morrell havia feito contato com a bola e a decisão foi anulada na revisão do VAR.



editor

Related Articles

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.